Temas Livres:

FIXAÇÃO INTRAMEDULAR DAS FRATURAS INTERTROCANTERIANAS

GIRO ALBERTO YOSHIYASU; GIRO ALBERTO YOSHIYASU; GABRIEL P. SKROCH; BRUNO MOURA; RENATO RAAD; JULIO CESAR RAGASSON
HOSPITAL DO TRABALHADOR - UFPR - CURITIBA - PR


Objetivo
O OBJETIVO DO ESTUDO É AVALIAR O RESULTADO DO TRATAMENTO DAS FRATURAS QUE ACOMETEM O TERÇO PROXIMAL DO FÊMUR COM A HASTE INTRAMEDULAR.


Material e Métodos
DE OUTUBRO DE 1999 A OUTUBRO DE 2003 FORAM REALIZADOS 129 PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS EM 127 PACIENTES COM A FIXAÇÃO INTRAMEDULAR. A IDADE MÉDIA DOS PACIENTES FOI DE 65 ANOS (44 A 92 ANOS), 48 PACIENTES DO SEXO MASCULINO E 79 FEMININO. O LADO DIREITO FOI ACOMETIDO EM 57 CASOS E EM 72 O LADO ESQUERDO. TODAS AS HASTES INTRAMEDULARES UTILIZADAS POSSUÍAM UMA ANGULAÇÃO DE 130°. O DIÂMETRO DAS HASTES FOI DE 11 MM EM 99, 12 MM EM 24 E 10 MM EM 6 CASOS. O TAMANHO DO PARAFUSO CERVICAL VARIOU DE 90 A 115 MM, COM MÉDIA DE 100 MM (67%). O TEMPO DE CONSOLIDAÇÃO VARIOU DE 10 A 23 SEMANAS, COM MÉDIA DE 14 SEMANAS.


Resultados
TIVEMOS 5 (3,87%) COMPLICAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS: DOIS PACIENTES COM EXTRUSÃO DO PINO CERVICAL DA CABEÇA FEMORAL, QUEBRA DA HASTE NA TRANSIÇÃO ENTRE O PARAFUSO CERVICAL E A HASTE NUM PACIENTE VÍTIMA DE QUEDA DE MESMO NÍVEL NA QUARTA SEMANA DA CIRURGIA, 1 PSEUDO-ARTROSE E 1 INFECÇÃO PROFUNDA.


Conclusão
O TRATAMENTO DAS FRATURAS INTERTROCANTERIANAS COM A FIXAÇÃO INTRAMEDULAR APRESENTOU BONS RESULTADOS E PERMITIU CARGA PRECOCE NO PÓS-OPERATÓRIO, MESMO NAS FRATURAS INSTÁVEIS. PARA SE EVITAR AS COMPLICAÇÕES, A TÉCNICA DEVE SER REALIZADA PASSO A PASSO. CADA ETAPA É IMPORTANTE, PARTICULARMENTE O POSICIONAMENTO DO PACIENTE, O PONTO DE ENTRADA E A REDUÇÃO DA FRATURA PRÉ-OPERATÓRIA EM MESA DE TRAÇÃO.

 

Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
www.sbot.org.br